Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Desde o início da adolescência, por volta dos dez ou onze anos de idade, jovens têm tido a atitude de beijar sem compromisso, sem ter obrigação de assumir um relacionamento com a pessoa que beijou.

Nessa “brincadeira” dos nossos dias, o que tem acontecido é que os adolescentes perderam os limites com suas atitudes, chegando a beijar várias pessoas numa mesma festa, num mesmo passeio. Quem beija mais leva vantagem, um absurdo!

A Orientadora Educacional Flávia preocupada com essa carga afetiva, impetuosa e forte e como administrá-la, em parceria com a professora da Escola da Inteligência Bianca, proporcionaram aos alunos aulas onde conversaram sobre namoro, fizeram pesquisas, assistiram vídeos, realizaram dinâmicas e muitas dúvidas foram respondidas.

De certa forma, um namoro ou compromisso sério na idade mais jovem pode comprometer outras áreas do desenvolvimento, como os estudos, pois ao estar apaixonados tendem a querer ficar juntos, se falarem por mais tempo ao telefone ou internet, levando a desentendimentos entre pais e filhos ou brigas entre irmãos.

Por isso aconselho todos os pais a conversarem mais com seus filhos, estarem alertas para o que ocorre ao redor deles. Estejam cientes com quem estão se envolvendo, afinal na adolescência eles se acham super-heróis, imbatíveis e tudo pode acontecer com os outros menos com eles, e a supervisão dos pais é primordial em qualquer faixa etária. Dar liberdade, não significa soltar as rédeas e permitir que façam o que quiser. É possível dar liberdade impondo limites e regras, afinal na adolescência ainda estão em construção de caráter e muitas vezes agem sem ter conhecimento das consequências.

Pais de meninos devem se atentar aos conselhos que dão e principalmente ao apoiar o namoro na adolescência e a reforçar impulsos machistas como devem “pegar geral”. Os meninos devem ser educados para respeitar as meninas e tratá-las com dignidade e educação, a época de se criar meninos machistas e a mãe das meninas terem que segurá-las já passou. Respeito e educação devem ser ensinados para ambos os sexos. Se prepare psicologicamente e com informações e tenha uma conversa sobre sexualidade, sobre relacionamentos, explique os riscos, jogue limpo e passe o máximo de segurança possível sobre o assunto e coloque seu ponto de vista. Eles podem não seguir à risca o que dizemos, mas ao menos saberão sua opinião sobre determinados assuntos e pensarão antes de fazer com certeza.

Sermos amigos dos filhos é essencial, além de criar um relacionamento saudável entre pais e filhos, ele se sentirá mais seguro para poder contar algo ou tirar alguma dúvida, e até mesmo pedir conselhos.  O namoro, quando chegado o momento, assim como toda experiência na vida tanto do adolescente como do adulto, pode e deve ser uma ocasião de crescimento e desenvolvimento. A sugestão é não se deixar manipular por instrumentos e/ou pessoas que têm interesses na difusão de certa mentalidade permissiva, mas lutar e agir para que prevaleça o amor verdadeiro. Amar ao próximo como a si mesmo.

Click aqui para ver mais fotos

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.