Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Como sabemos, as crianças pequenas precisam muito de nossa atenção e cuidado.  Faz-se necessário que nós adultos saibamos mediar as situações que acontecem entre as crianças na relação com o outro.

Na escola, vivenciamos momentos de conflito entre as crianças diariamente, tendo em vista que estão passando pela fase chamada egocentrismo, onde tudo gira em torno dela e para ela. E quando encontra dentro da sala de aula vários colegas dividindo o mesmo espaço, a mesma professora, o mesmo parque, o mesmo brinquedo e algumas vezes o mesmo lanche, é normal que aconteçam alguns desentendimentos. É nossa função mediar esses conflitos e ajudar nossos alunos a passar por esta fase entendendo que não precisa agredir o outro para resolver seus problemas e que há outras maneiras para isso.

Como parte do processo, trabalhei com as crianças a história “As mãos não são para bater”, reforçando que as nossas mãos nos ajudam a fazer muitas coisas como: pentear os cabelos, nos vestir, tomar banho, cumprimentar alguém, escrever um bilhete, desenhar e outros. Também, que devem dizer ao outro o que sente, se ficou triste ou feliz com tal atitude e o mais importante, sempre pedir ajuda de um adulto para resolver seus conflitos.

E assim, caminhamos com nossos alunos. Mostrando novas possibilidades, apontando novos caminhos e juntos, família e escola, formando adultos que saibam de forma consciente e pacífica resolver as dificuldades que certamente surgirão pela frente.

Juliana Basques Tavares Souza – Orientadora Educacional

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.